sábado, 28 de fevereiro de 2009

Inteligência Competitiva, Ensino e a Comunicação com o Mercado

Segue, abaixo, comentário do Alfredo Passos sobre o Método REVIE no blog: http://alfredopassos.wordpress.com/

É isso aí: “O Mundo mudou e precisamos mudar com ele”.

O mundo colaborativo abre as portas para a REVIE, a rede de Melhores Práticas para MKT e Vendas.



Inteligência Competitiva, Ensino e a Comunicação com o Mercado

http://alfredopassos.wordpress.com/2009/02/09/inteligencia-competitiva-ensino-e-a-comunicacao-com-o-mercado-1/#comments

09/02/2009

“O Mundo mudou e precisamos mudar com ele”.
Presidente Obama em seu primeiro discurso.


Na semana “Volta às aulas”, retorno com um instigante desafio. Um novo conteúdo para o curso de Inteligência Competitiva, após acontecimentos de 15 de setembro de 2008.
Como todos os semestres, modificações acontecem, mas comecei pensando muito no primeiro discurso do Presidente Obama e a frase que continua soando em meus ouvidos: “O Mundo mudou e precisamos mudar com ele”.

Passei os últimos meses ouvindo, conversando, assistindo palestras e acima de tudo em treinamento com consultores e professores da mais alta expressão e relevância no Brasil e no exterior.

De Clayton Christensen, C.K.Prahalad, Venkat Ramaswamy, Avinash K. Dixit, Barry J. Nalebuff a Steven Pinker e Stuart Hart, passei por praticantes de IC que estão ou estiveram no board da Society of Competitive Intelligence Professionals - SCIP, nos Estados Unidos e na Alemanha.

Revisitei os clássicos: Ben Gilad, Jan P. Herring, Leonard Fuld, John Prescott, Jerry Miller, chegando a George S. Day, Luc Ferry, Paul J. H. Schoemaker, Jim Champy, finalizando esta etapa da viagem com Thomas L. Friedman e Mark J. Penn.

Agora os conteúdos programáticos estão prontos e repetindo o aprendizado com C.K.Prahalad e Venkat Ramaswamy, peço licença para repetir e adaptar a frase utlizada por ambos “sou grato e muito grato a todos que me ajudaram nestes conteúdos, mas sou o único responsável pelas suas deficiências, inclusive deste post”.

Então meus amores, bom semestre, bom ano, bom trabalho e que D´us nos ajude. Boa leitura.

Ensino para profissionais que atuam no campo da comunicação com o mercado
Uma discussão cada vez mais estimulante se refere aos conceitos utilizados, especialmente os sobrenomes de Inteligência atualmente utilizados no mercado brasileiro.

Em oportuno artigo escrito por Daniela Ramos Teixeira para a Revista da ESPM, edição janeiro/fevereiro de 2009, intitulado “Rede de Valor para Inteligência Empresarial”, a autora argumenta que para as empresas alcancem seus objetivos e saiam vitoriosas do campo de batalha diário, a proposta é que seja desenvolvida uma Rede de Valor para Inteligência Empresarial, estruturada em quatro eixos: mercado/concorrência, produtos/serviços, clientes e parceiros.

Ainda neste artigo, é apresentada a Rede de Valor para Inteligência Empresarial, como uma rede de melhores práticas para marketing e vendas que ganha poder de fogo com os avanços da web 2.0 no campo da batalha.

Também são definidas e diferenciadas a Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva e Infraestrutura de Business Intelligence (BI).

Em seguida um exemplo baseado em empresas de telecom, dividido em quatro eixos:

1. Eixo Inteligência Competitiva - IC
2. Eixo Inteligência de Produtos
3. Eixo Inteligência de Clientes
4. Eixo Inteligência de Parceiros

Então, no cenário hipercompetitivo do ambiente empresarial, as táticas de guerrilha ganham projeção e seguidores cada vez mais fiéis.

Dentre as técnicas para vencer a batalha, Daniela Teixeira afirma que predominam respostas rápidas ao mercado, parcerias estratégicas, grande conhecimento dos clientes, investimentos na mídia não-convencional e ações que surpreendam o cliente e também o concorrente.

Categorias: Gestão e Inteligência Competitiva


Alfredo Passos é:

Professor da ESPM
Sócio-Diretor Knowledge Management Company
Membro e Voluntário da SCIP
Autor de livros publicados sobre Inteligência Competitiva

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Waldez Ludwig - Programa Sem Censura

Vale a pena assistir o consultor Walter Ludwig nessa instigante entrevista concedida ao programa Sem Censura:

http://video.google.com/videoplay?docid=-7983502086938424734

"Economia baseada em conhecimento e o que importa é a capacidade de invovar."
"Inovação vem de gente."

"Senhor de engenho detesta sujar as mãos. Então ele contrata o capataz. Nas nossas empresas ele dá o nome de gerente para esse cara."

"A maioria das pessoas tem vocação para escravo."
"Aí a questão do empreendedorismo: eu não posso mais ir para o mercado de trabalho como um escravo."

"Agora, sim, acabou a escravidão."
"Esse novo mundo das empresas é para muito pouca gente."

"O empreendedor é um micro empresário dele mesmo."
"A carreira é tua! Não delegue a tua carreira para o teu chefe, muito menos para a tua empresa."..."Por que a empresa que você trabalha não é desenvolvedora de carreiras"..."É conhecimento que você vende."

"Você pergunta para o escravo: qual é teu sonho?"...

Assistam!


SDS,

Daniela R. Teixeira

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Método REVIE na revista da ESPM

O artigo científico sobre o Método REVIE (Rede de Melhores Práticas para MKT e Vendas) saiu na revista da ESPM, edição nº 1, jan./fevereiro 2009. O foco dessa edição é em Gestão, macro-tema muito adequado para a REVIE.

A revista científica já está nas bancas em SP (capital). Exemplares à venda também em http://www.espm.br/ConhecaAESPM/Publicacoes/Periodicos/RevistaDaESPM/Pages/default.aspx





Veja, abaixo, conteúdo da pg. 4 do artigo científico sobre o Método REVIE.







O surgimento da REVIE

Tudo começou depois de finalizarmos a 1ª entrega de um projeto de consultoria para uma empresa de Telecom, em 2007. Estava trabalhando num projeto com o amigo Jairo Martins, Mobile Telemática.

Estruturamos os entregáveis deste projeto de Inteligência Estratégica e Competitiva em 4 frentes: Inteligência Competitiva, Clientes, Produtos/Serviços e Parceiros. O curioso é que isso foi feito meio que intuitivamente.

Depois, surgiu a oportunidade de elaborarmos um artigo para um portal de telecom e começamos a conversar sobre os possíveis temas.
Seria mais interessante para o público do portal se não caíssemos na mesmice de falar de dados de mercado e análises vagas do setor de Telecom.

Evoluímos nos bate-papos informais e a minha proposta foi focar o artigo no tema ‘Inteligência’ e em 4 frentes: mercado/concorrência, clientes, redes de valor (que evoluiu, posteriormente, para parceiros) e produtos/serviços.

Cheguei nesses 4 macro-temas porque percebi que quando as empresas falham sempre envolve pelo menos um desses eixos; conclusão depois de trabalhar em alguns projetos de consultoria em MKT, Vendas, Inteligência Estratégica e Competitiva.

O conceito foi evoluindo e durante um almoço com outro amigo, o Antônio Bucci (Grupo Treinar), chegamos à conclusão de que a Inteligência é Multi!
O Bucci teve a idéia do termo 'Multinteligência' que ajudou a simplificar o conceito das várias faces da Inteligência.

E o 1º artigo sobre a REVIE, publicado em meados de 2008 no portal www.bucci.com.br, ainda associava o conceito de Multinteligência à Rede de Valor para Inteligência Empresarial (REVIE).

O Método REVIE foi tomando forma e cheguei à versão final do 1º artigo, divulgado na mídia eletrônica, hoje disponível em vários portais como: Meta Análise, SBGC, ADM Today, KM Business, MBI.

Mas a minha jornada estava apenas começando e ainda não sabia da dimensão do que estava criando.

Os artigos, a opinião dos amigos (Roberto Mayer-MBI, Greg Ivanoff-Ilanet e vários outros), as palestras que ministrei em 2008 (SUCESU-SP com o Jairo, Interop e IPCOMM) foram essenciais para a elaboração desse 1º artigo científico.

Fica, aqui, registrado o meu ‘muito obrigada’ a todos que participaram e contribuíram de alguma forma com o surgimento e divulgação do Método REVIE. Não teria conseguido sem a ajuda de vocês!

E a jornada continua! Com as empresas para os estudos de caso e o desmembramento das ferramentas, técnicas e metodologias aplicáveis a cada eixo da Inteligência (mercado, produtos, clientes e parceiros).

Vamos em frente!


SDS,

Daniela Ramos Teixeira